Concurso Agências Reguladoras


Agências esperam oferecer 840 vagas

Folha Dirigida, 24/05/2016

Algumas agências reguladoras federais realizaram seleções públicas recentemente, enquanto outras programam-se para fazer isso o quanto antes. Estão nessa situação a Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) e a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel). As duas querem contratar novos profissionais, mas para isso precisam de autorização do Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão (MPOG).

A ANTT, por exemplo, assegura que até 31 deste mês encaminhará à pasta um pedido para preencher 701 vagas. A Aneel já fez a solicitação ao Ministério de Minas e Energia (MME), ao qual é vinculada, de 139 oportunidades, e cabe ao MME enviar o pleito ao MPOG. Nos dois casos, as carreiras abrangidas serão técnico administrativo, analista administrativo e especialista, mas na ANTT haverá também o cargo de técnico em regulação.

Os ganhos iniciais nas duas agências são de R$6.147,52 para técnico administrativo; R$6.415,52 para técnico em regulação; R$11.529,29 para analista e R$12.432,49 para especialista. Os R$458 referentes ao auxílio-alimentação estão incluídos. A distribuição das 701 vagas pelos cargos da ANTT será assim: 49 técnicos administrativos, 296 técnicos em regulação, 41 analistas e 312 especialistas.

A autarquia, com sede em Brasília, ainda não sabe como ficará a distribuição das vagas pelos estados, pois dependerá do quantitativo autorizado pelo Ministério do Planejamento. No último concurso, de 2012, as vagas destinaram-se, além da sede, a Boa Vista, Rio Branco e Porto Velho, e houve provas objetivas com 120 questões de Conhecimentos Básicos (50) e Específicos (70) para todas as funções, além de exame discursivo e avaliação de títulos para o nível superior.

De acordo com o diretor de Comunicação da Associação dos Servidores da ANTT (ASEANTT), Hugo Ribeiro, o número de oportunidades que deverão ser oferecidas não supre a real necessidade de servidores. "As vagas apenas completam o quadro previsto na criação da agência, com lei de 2001. A realidade mudou muito desde então. É grande a rotatividade de funcionários, o que agrava ainda mais essa realidade deficitária", revelou.

Já a Aneel, solicitou 139 vagas ao MME, sendo 75 destinadas ao cargo de técnico administrativo, 37 para analista administrativo e 27 estão destinadas aos especialistas em regulação de serviços de energia. Ao contrário da ANTT, que já confirmou o envio do pedido até o fim deste mês, o MME ainda não informou, até o fechamento desta edição, se a solicitação da Aneel também será enviada até o dia 31, para que seja analisada pelo MPOG e incluída na Lei Orçamentária Anual (LOA) de 2017.

A última seleção para a agência foi realizada em 2010, e organizada pelo Cebraspe (antigo Cespe/UnB). À época, foram oferecidas 186 vagas, para as mesmas três carreiras. A validade do certame foi encerrada em 2014, estando o órgão sem contar com um cadastro válido desde então. Todos foram submetidos a 120 questões objetivas e a uma redação. Os candidatos a 3º grau ainda responderam a duas questões discursivas e tiveram seus títulos pontuados. As contratações são feitas pelo regime estatutário.






OAB SUSPENDE PRÓXIMAS EDIÇÕES DO EXAME ...
INEP PUBLICA CRONOGRAMA DO ENEM 2020...
POSSÍVEL CRONOGRAMA PARA CONCURSOS DA POLÍCIA FEDERAL...
CONCURSO PÚBLICO CFO-PMMG É SUSPENSO...
PMMG SUSPENDE CONCURSO DO CHO...
TJM - SUSPENSÃO DAS INSCRIÇÕES – COVID 19...
Ver todas

Formas de Pagamento

Exclusivo na Secretaria Pro Labore (somente cursos presenciais)

Certificação e Segurança

Reputação



(31) 3295-2500
Fale conosco