Última semana de inscrição para o concurso do TRT-MG



Terminam, na próxima sexta-feira (12), os prazos para inscrição e pagamento da Guia de Recolhimento da União – GRU – para o concurso do Tribunal Regional do Trabalho da 3ª região – TRT-MG 2015. O cadastro do concursando será efetivado após a confirmação de recebimento do valor referente à inscrição, que é de R$110 para candidatos de nível superior e de R$90, para candidato de nível médio.

O concurso visa preencher 640 vagas e formar cadastro de reserva para os cargos de Técnico, Nível Médio e Analista Judiciário, Nível Superior. As provas objetivas (conhecimentos básicos e específicos), estudo de caso e a redação dissertativa serão aplicadas no dia 26 de julho.

Para uma jornada de trabalho de 40 horas semanais, o certame oferece vencimento básico de R$ 5.425,79 (técnico – nível médio) e R$ 8.863,84 (analista – nível superior), tornando-o ainda mais atrativo.

O coordenador pedagógico e professor do Curso Pro Labore, Carlos Cruz, afirma que esse certame é um dos mais disputados no Brasil, principalmente, entre bacharéis de Direito. “Muitos concursandos almejam uma vaga no TRT, por ser um concurso federal com ótimas condições de trabalho e ótimo plano de carreira. Outro fator que atrai candidatos é a remuneração que, no caso do cargo de nível médio, é uma das melhores. Com essas vantagens, o técnico terá condições de fazer um curso superior e, posteriormente, fazer o concurso para analista administrativo ou judiciário. Uma vez analista judiciário, poderá ser computado o tempo mínimo de três anos para fazer o concurso mais almejado do TRT, o de juiz do trabalho substituto”, afirma. O concurso é organizado pela Fundação Carlos Chagas, conhecida por cobrar em suas provas jurídicas as letras de Lei e, ainda, cobrar algumas questões de forma idêntica ao que consta na lei.

É importante ressaltar que o método de estudos varia de acordo com o aluno. Entretanto, aquele que faz anotações durante as aulas ou até mesmo em casa, trabalha melhor a memorização. “A escrita é uma forma de forçar a concentração. Em um concurso, por exemplo, no qual é aplicada uma prova de redação de texto, o aluno com costume de escrever terá maior chance de fazer uma boa redação e, consequentemente, de obter aprovação. A análise do edital também é fundamental, pois ajuda na preparação para um concurso desse nível, com considerável quantidade de concorrentes. O candidato deve avaliar o peso de cada questão, buscando compreender aquelas disciplinas em que possui mais dificuldade e reforçar as mais tranquilas”, orienta o professor.

Para economizar tempo e esforço, é recomendado que o concursando recorra a uma instituição de ensino especializada nesse tipo de certame, com professores qualificados, que ofereçam dicas para uma melhor resolução das provas e possuam métodos de ensino diferenciados.







SEFAZ-DF PUBLICA EDITAL DE CONCURSO PÚBLICO...
EDITAL DE CONCURSO PÚBLICO DO TRF-3 É RETIFICADO...
CEBRASPE PODE SER A ORGANIZADORA DO CONCURSO PARA ESCRIVÃO DA PCDDF...
EDITAL PROMOTOR MPMG É PUBLICADO...
STJ APROVA CRIAÇÃO DO TRF DA 6ª EM MINAS GERAIS...
SAI RESULTADO PRELIMINAR DA 2ª FASE OAB XXIX ...
Ver todas

Formas de Pagamento (Cursos Online)

Formas de Pagamento (Cursos Presenciais)

Certificação e Segurança

Reputação



(31) 3295-2500
Fale conosco