IBGE: Expectativa de concurso público com oferta de 660 vagas



Folha Dirigida, 25/5/2015

Após o governo definir os cortes orçamentários, divulgados na última sexta-feira, dia 22, o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) vive a expectativa do posicionamento do Ministério do Planejamento em relação ao seu concurso. No dia 28 do próximo mês, a pasta irá se posicionar, conforme acordo entre o secretário de Relações de Trabalho do Planejamento, Sérgio Mendonça, e a Associação e Sindicato Nacional dos Servidores da instituição (ASSIBGE-SN). Espera-se um posicionamento concreto da pasta, informando se o concurso será mesmo autorizado, e quando isso poderá ocorrer. A ASSIBGE-SN acredita na negociação e na autorização do concurso, apesar da economia que o governo pretende fazer este ano. A resposta do ministério está ligada ao contingenciamento orçamentário.

Segundo Sérgio Mendonça, o Planejamento avaliará os cortes para saber se há condições de o concurso ser autorizado. Além dele, a associação solicita reestruturação da carreira funcional, reajuste dos temporários e a garantia do cumprimento do acordo de greve de 2014. No entanto, o Planejamento tem consciência da situação delicada de pessoal vivida pelo IBGE. Segundo a associação, dos 5.497 servidores, 2.071 estão em abono de permanência, o que representa 37% do efetivo. Caso todos eles fizessem o pedido, a fundação ficaria em situação precaríssima de pessoal. O instituto tem negociado o concurso com o Planejamento e, recentemente, o diretor-executivo, Fernando Abrantes, disse que deverão ser autorizadas 660 vagas, sendo 400 de técnico em informações geográficas e estatísticas, de nível médio, e 260 de analistas e tecnologistas, ambos de nível superior.

Para o cargo de 2º grau, a remuneração é de R$3.323,91, e no caso das funções de 3º grau, de R$7.039,83, podendo aumentar para R$7.414,04, R$7.788,25 ou R$8.691,63, dependendo, respectivamente, de títulos de aperfeiçoamento, mestrado ou doutorado. Todos os valores incluem o auxílio-alimentação de R$373. O último concurso do IBGE ocorreu em 2013, sob organização da Fundação Cesgranrio. Na ocasião, houve 420 vagas em cargos dos níveis médio e superior. O regime de contratação é o estatutário, que garante a estabilidade empregatícia.
 

Técnico do IBGE: veja o que estudar

Professores especialistas orientam os interessados no concurso de técnico do IBGE a tomarem como base de estudo o programa da última seleção, realizada em 2013, que FOLHA DIRIGIDA publica abaixo. Não perca tempo e inicie a preparação.


LÍNGUA PORTUGUESA: Compreensão e interpretação de texto; A organização textual dos vários modos de organização discursiva; Coerência e coesão; Ortografia; Classe, estrutura, formação e significação de vocábulos; Derivação e composição; A oração e seus termos; A estruturação do período; As classes de palavras: aspectos morfológicos, sintáticos e estilísticos; Linguagem figurada; Pontuação.

RACIOCÍNIO LÓGICO: Avaliação da habilidade do candidato em entender a estrutura lógica de relações entre pessoas, lugares, coisas ou eventos, deduzir novas informações e avaliar as condições usadas para estabelecer a estrutura daquelas relações. As questões das provas poderão tratar das seguintes áreas: estruturas lógicas; lógica de argumentação; diagramas lógicos; aritmética, álgebra e geometria básica.

GEOGRAFIA: Noções básicas de cartografia: Orientação: pontos cardeais; Localização: coordenadas geográficas (latitude e longitude); Representação: leitura, escala, legendas e convenções. Natureza e meio ambiente no Brasil: Grandes domínios climáticos; Ecossistemas. As atividades econômicas e a organização do espaço: Espaço agrário: modernização e conflitos; Espaço urbano: atividades econômicas, emprego e pobreza; A rede urbana e as Regiões Metropolitanas. Formação Territorial e Divisão Político-Administrativa: Divisão Político-Administrativa; Organização federativa.

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS: Conhecimentos específicos sobre o IBGE: informações sobre a Instituição, conceitos básicos para o desenvolvimento do trabalho na Agência e da atividade do Técnico de Coleta (apostila disponibilizada no site da FUNDAÇÃO CESGRANRIO para download).

CONHECIMENTOS GERAIS: Elementos de política brasileira. Cultura e sociedade brasileira: música, literatura, artes, arquitetura, rádio, cinema, teatro, jornais, revistas e televisão. História do Brasil. Descobertas e inovações científicas na atualidade e seus impactos na sociedade contemporânea. Meio ambiente e sociedade: problemas, políticas públicas, organizações não governamentais, aspectos locais e aspectos globais. Panorama da economia nacional. O cotidiano brasileiro.

NOÇÕES DE INFORMÁTICA: Correio Eletrônico (mensagens, anexação de arquivos, cópias). Periféricos. Componentes. Estruturação de diretórios, subdiretórios e arquivos. Windows 7. Browser.






PREPARATIVOS PARA CONCURSO DO TJMG, APÓS UNIFICAÇÃO, DEPENDEM DA PRESIDÊNCIA...
PRO LABORE FIRMA PARCERIA COM ASSOCIAÇÃO DE PAIS E MESTRES DO CMBH...
TJM-MG PUBLICA NOVO EDITAL DE CONCURSO PÚBLICO...
NOVO CONCURSO PÚBLICO AUTORIZADO: DEPEN 2020...
CONFIRA A LISTA DE CONCURSOS PREVISTOS PARA 2020...
CFO-PMMG EDITAL 2020 PUBLICADO...
Ver todas

Formas de Pagamento (Cursos Online)

Formas de Pagamento (Cursos Presenciais)

Certificação e Segurança

Reputação



(31) 3295-2500
Fale conosco