IBGE: Expectativa de concurso público com oferta de 660 vagas



Folha Dirigida, 25/5/2015

Após o governo definir os cortes orçamentários, divulgados na última sexta-feira, dia 22, o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) vive a expectativa do posicionamento do Ministério do Planejamento em relação ao seu concurso. No dia 28 do próximo mês, a pasta irá se posicionar, conforme acordo entre o secretário de Relações de Trabalho do Planejamento, Sérgio Mendonça, e a Associação e Sindicato Nacional dos Servidores da instituição (ASSIBGE-SN). Espera-se um posicionamento concreto da pasta, informando se o concurso será mesmo autorizado, e quando isso poderá ocorrer. A ASSIBGE-SN acredita na negociação e na autorização do concurso, apesar da economia que o governo pretende fazer este ano. A resposta do ministério está ligada ao contingenciamento orçamentário.

Segundo Sérgio Mendonça, o Planejamento avaliará os cortes para saber se há condições de o concurso ser autorizado. Além dele, a associação solicita reestruturação da carreira funcional, reajuste dos temporários e a garantia do cumprimento do acordo de greve de 2014. No entanto, o Planejamento tem consciência da situação delicada de pessoal vivida pelo IBGE. Segundo a associação, dos 5.497 servidores, 2.071 estão em abono de permanência, o que representa 37% do efetivo. Caso todos eles fizessem o pedido, a fundação ficaria em situação precaríssima de pessoal. O instituto tem negociado o concurso com o Planejamento e, recentemente, o diretor-executivo, Fernando Abrantes, disse que deverão ser autorizadas 660 vagas, sendo 400 de técnico em informações geográficas e estatísticas, de nível médio, e 260 de analistas e tecnologistas, ambos de nível superior.

Para o cargo de 2º grau, a remuneração é de R$3.323,91, e no caso das funções de 3º grau, de R$7.039,83, podendo aumentar para R$7.414,04, R$7.788,25 ou R$8.691,63, dependendo, respectivamente, de títulos de aperfeiçoamento, mestrado ou doutorado. Todos os valores incluem o auxílio-alimentação de R$373. O último concurso do IBGE ocorreu em 2013, sob organização da Fundação Cesgranrio. Na ocasião, houve 420 vagas em cargos dos níveis médio e superior. O regime de contratação é o estatutário, que garante a estabilidade empregatícia.
 

Técnico do IBGE: veja o que estudar

Professores especialistas orientam os interessados no concurso de técnico do IBGE a tomarem como base de estudo o programa da última seleção, realizada em 2013, que FOLHA DIRIGIDA publica abaixo. Não perca tempo e inicie a preparação.


LÍNGUA PORTUGUESA: Compreensão e interpretação de texto; A organização textual dos vários modos de organização discursiva; Coerência e coesão; Ortografia; Classe, estrutura, formação e significação de vocábulos; Derivação e composição; A oração e seus termos; A estruturação do período; As classes de palavras: aspectos morfológicos, sintáticos e estilísticos; Linguagem figurada; Pontuação.

RACIOCÍNIO LÓGICO: Avaliação da habilidade do candidato em entender a estrutura lógica de relações entre pessoas, lugares, coisas ou eventos, deduzir novas informações e avaliar as condições usadas para estabelecer a estrutura daquelas relações. As questões das provas poderão tratar das seguintes áreas: estruturas lógicas; lógica de argumentação; diagramas lógicos; aritmética, álgebra e geometria básica.

GEOGRAFIA: Noções básicas de cartografia: Orientação: pontos cardeais; Localização: coordenadas geográficas (latitude e longitude); Representação: leitura, escala, legendas e convenções. Natureza e meio ambiente no Brasil: Grandes domínios climáticos; Ecossistemas. As atividades econômicas e a organização do espaço: Espaço agrário: modernização e conflitos; Espaço urbano: atividades econômicas, emprego e pobreza; A rede urbana e as Regiões Metropolitanas. Formação Territorial e Divisão Político-Administrativa: Divisão Político-Administrativa; Organização federativa.

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS: Conhecimentos específicos sobre o IBGE: informações sobre a Instituição, conceitos básicos para o desenvolvimento do trabalho na Agência e da atividade do Técnico de Coleta (apostila disponibilizada no site da FUNDAÇÃO CESGRANRIO para download).

CONHECIMENTOS GERAIS: Elementos de política brasileira. Cultura e sociedade brasileira: música, literatura, artes, arquitetura, rádio, cinema, teatro, jornais, revistas e televisão. História do Brasil. Descobertas e inovações científicas na atualidade e seus impactos na sociedade contemporânea. Meio ambiente e sociedade: problemas, políticas públicas, organizações não governamentais, aspectos locais e aspectos globais. Panorama da economia nacional. O cotidiano brasileiro.

NOÇÕES DE INFORMÁTICA: Correio Eletrônico (mensagens, anexação de arquivos, cópias). Periféricos. Componentes. Estruturação de diretórios, subdiretórios e arquivos. Windows 7. Browser.






SEFAZ-DF PUBLICA EDITAL DE CONCURSO PÚBLICO...
EDITAL DE CONCURSO PÚBLICO DO TRF-3 É RETIFICADO...
CEBRASPE PODE SER A ORGANIZADORA DO CONCURSO PARA ESCRIVÃO DA PCDDF...
EDITAL PROMOTOR MPMG É PUBLICADO...
STJ APROVA CRIAÇÃO DO TRF DA 6ª EM MINAS GERAIS...
SAI RESULTADO PRELIMINAR DA 2ª FASE OAB XXIX ...
Ver todas

Formas de Pagamento (Cursos Online)

Formas de Pagamento (Cursos Presenciais)

Certificação e Segurança

Reputação



(31) 3295-2500
Fale conosco